`Questões de qualidade do azeite levantadas na reunião do Grupo Consultivo Europeu - Olive Oil Times

Questões de qualidade do azeite de oliva levantadas na reunião do Grupo Consultivo Europeu

Jun. 29, 2012
Julie Butler

Notícias recentes

A importância de lidar com possíveis contaminantes no azeite de oliva - como o azeite mineral - foi uma das questões levantadas na reunião deste mês em Bruxelas do grupo consultivo da Comissão Europeia sobre azeitonas e produtos derivados.

A reunião também discutiu as próximas reformas do setor na Europa; preocupações com os padrões de qualidade nos Estados Unidos, Austrália e Brasil; receios de liberalização comercial com a Tunísia; e discrepâncias nos totais de produção declarados pela Itália.

Qualidade do azeite

De acordo com uma projeto de relatório sobre a reunião, realizada em 4 de junho, outro dos nove itens da agenda foi o "situação atual ”na qualidade do azeite.

"As discussões versaram principalmente sobre os parâmetros químicos, com o objetivo de aumentar o elemento de segurança e de identificar os melhores parâmetros para salvaguardar a qualidade. A Comissão também mencionou que, no que diz respeito às blends de azeite, um método para a detecção de atividades fraudulentas está sendo preparado pelo COI. ”

"A Comissão tenciona também tomar medidas para o desenvolvimento de um projecto de investigação 'Detecção de adição de azeites estranhos aos azeites comestíveis ”, diz o projeto de relatório.

Também ocorreram discussões sobre a rotulagem e armazenamento dos azeites, os métodos de coleta de amostras e a necessidade de mais informações a serem transmitidas ao setor, diz o relatório, mas não fornece mais detalhes.

Contaminantes de azeite

A reunião foi informada da importância de abordar a questão dos contaminantes.

"Os azeites minerais são um dos contaminantes dos azeites que representam um problema múltiplo, pois podem contaminar o azeite na altura da produção, durante o processo e também depois, no engarrafamento ou mesmo durante o transporte ”, afirma o relatório.

"A Comissão informou que não existem teores máximos para o azeite mineral no azeite. Havia apenas um nível máximo de resíduos para o azeite de girassol da Ucrânia, que era um nível de incidência. Na sequência deste incidente, foi realizada uma avaliação do problema e nos dias seguintes a esta reunião o parecer da AESA sobre azeites minerais seria publicado. As discussões começarão em setembro para estabelecer se um nível máximo de azeites minerais em alimentos precisa ser adotado. ”

Mercado de azeite

Os representantes dos produtores deram à reunião atualizações sobre as últimas previsões.

"Na Espanha, a próxima campanha não parece muito boa, pois há uma quantidade menor de chuva do que no ano anterior. Portanto, a produção deve ser cerca de 50% da do ano anterior ”, diz o relatório.

"Regista-se um aumento tanto das importações como das exportações, enquanto o consumo em Espanha se mantém estável (embora se note um ligeiro aumento no que diz respeito ao azeite virgem). Relativamente aos preços dos azeites, verificou-se uma queda de cerca de 20% em 2011. ”

"Na Grécia, as estimativas são difíceis de serem feitas no momento, pois a temporada ainda está aberta. No entanto, os preços são muito baixos e as medidas anunciadas para reforçar o setor são bastante contraditórias. ”

A produção e o consumo estão estáveis ​​em França, onde se prevê um pequeno aumento da produção para 2012/2013, e Portugal enfrenta uma ligeira quebra da produção devido aos baixos níveis de chuva e consumo interno. "está caindo por causa da crise econômica. "

O relatório diz que a CE apresentou seus documentos estatísticos reagrupando os dados nacionais declarados pelos estados membros da UE.

"No que diz respeito à Itália, discutiu-se a diferença entre a quantidade de produção declarada pelos produtores (480,000 toneladas) e a declarada pelo Estado membro (397,000 toneladas) ”, observa o relatório.

Comércio de azeite com os EUA, Austrália, Brasil, Tunísia e Marrocos

O Conselho Oleícola Internacional atualizou as iniciativas dos EUA, Austrália e Brasil em relação à qualidade dos azeites "e os problemas resultantes para as exportações nesses países ".

"Um representante da indústria se atualizou sobre as novas regras no Brasil, mencionando que elas podem ser um entrave para os produtores estrangeiros que desejam entrar no mercado brasileiro. O governo brasileiro concordou em aceitar a importação de azeites de oliva no país apenas se esses produtos tiverem certificado de laboratório autorizado. ”

"Por isso, o governo brasileiro vai pedir uma lista de laboratórios credenciados para testar o azeite.

"A Comissão (CE) comentou sobre esse tópico e especificou que, por enquanto, essa questão foi seguida de perto e com cautela pela Comissão ”, diz o relatório.

Em um item separado da agenda sobre a liberalização do comércio da UE com a Tunísia e Marrocos, alguns membros do setor expressaram temor sobre o impacto do "abrindo portas para os produtores externos ... especialmente porque o setor (está) passando por um período difícil. ”

Alterações nos fundos da CE para promoção

A CE delineou propostas de reforma destinadas a "numa política de promoção mais apelativa e assertiva, gestão mais simples, maior valor acrescentado europeu e maior sinergia entre os diferentes instrumentos de promoção. ”

"Um representante dos trabalhadores referiu que as campanhas de comunicação relativas aos azeites deviam ser realizadas a nível multinacional, para que não fossem realizadas diferentes campanhas com o mesmo objetivo por diferentes países.

"No entanto, um representante dos produtores sublinhou que esses programas multinacionais podem causar alguns problemas, uma vez que os países que deveriam trabalhar juntos têm pontos de vista e abordagens diferentes.

"A Comissão salientou que a reforma incentivará a gestão multinacional que cria sinergias entre / entre os países da UE. ”

Grupos Consultivos da CE

O Grupo Consultivo para Azeitonas e Produtos Derivados geralmente se reúne todos os meses de junho e novembro. A CE recomenda que as opiniões expressas pelo grupo de trabalho representem os pontos de vista das partes interessadas do setor e não possam ser atribuídas à CE.



Anúncios

Notícias relacionadas

Feedback / sugestões