uruguaios-produtores-dizem-exporta-vai-triplo-últimos-anos-uruguaios-exportações-triplo

A indústria de azeite do Uruguai continuou a crescer este ano, demonstrando ainda que o país está a caminho de atingir sua meta de produzir 10 milhões de litros anualmente pela 2020.

Daniel Davidovics, diretor da Associação Olivícola Uruguai, disse em uma recente entrevista que o Uruguai triplicará suas exportações de azeite até o final deste ano e que o consumo local também tem aumentado.

“O consumo per capita no Uruguai aumentou de gramas 200 há alguns anos para a 450 este ano. Ainda estamos muito longe dos 12 ou 13 litros per capita que você vê em certos países europeus, mas o importante é que continuamos crescendo, que os consumidores continuem aprendendo sobre as diversas propriedades do azeite e apreciem a excelente qualidade que O Uruguai pode produzir ”, disse Davidovics.

Enquanto os esforços de marketing para atingir o mercado interno se fortaleceram nos últimos anos, os produtores uruguaios estão ansiosos para enviar seus produtos para o exterior. O Brasil, o Canadá e os Estados Unidos são os principais consumidores do azeite uruguaio, embora os mercados não tradicionais, como o Japão, também sejam promissores.

“Claramente, o Uruguai tem como alvo os conhecedores de alto nível em casa, mas também estamos olhando para o exterior. Com o tempo, acreditamos que o Uruguai se tornará um exportador líquido. A partir do próximo ano estaremos produzindo valores mais altos do que o que o mercado interno pode consumir ”, disse Davidovics.

A produção nacional também está aumentando constantemente. Este ano, o volume de produção atingiu cerca de 700,000 litros, superando a previsão anterior do vice-presidente da Asolur, Alberto Peverelli, de 550,000 litros. Davidovics diz que no ano que vem o Uruguai deve aumentar esse número em mais 25 por cento.

"Estamos estimando que a produção do próximo ano extra virgin o azeite vai bater um milhão de litros, o máximo que já tivemos ”, disse ele.

A indústria do Uruguai tem se tornado cada vez mais mobilizada nos últimos anos, como evidenciam os membros da 120 que atualmente pertencem à Associação de Azeites do Uruguai (Asolur). Fundada na 2004 com apenas doze membros, a organização recebe financiamento do governo através do programa PACC do Escritório de Orçamento e Planejamento. Asolur foi fundamental para ajudar o Uruguai a se tornar um membro do International Olive Council (COI) este ano, unindo-se à Argentina para se tornar o segundo país representando a América do Sul.



Comentários

Mais artigos sobre: , ,