` As regras propostas alinhariam o Marrocos com os padrões internacionais - Olive Oil Times

Regras Propostas Alinhariam Marrocos às Normas Internacionais

Janeiro 12, 2015
Isabel Putinja

Notícias recentes

O governo marroquino propôs novas regras que definirão e regularão a qualidade do azeite comercial.

O objetivo das novas regras é melhorar a qualidade do azeite produzido em Marrocos para que o país se torne um concorrente mais importante no mercado internacional do azeite.

A proposta de lei foi publicado no site do governo.

As regras propostas sugerem novos critérios a utilizar para avaliar a qualidade e o grau dos azeites. As notas anexas ao projeto de lei afirmam que os critérios existentes, que datam de 1997, não são suficientes para a determinação exata da qualidade do azeite para o mercado mundial.
Veja também: Qualidade do Azeite
Os actuais procedimentos, que examinam o nível de acidez, o índice de peróxidos e a absorção ultravioleta, permitem, no entanto, a passagem no mercado marroquino para azeites de qualidade inferior que cumpram os critérios.

A fim de melhorar a qualidade do azeite produzido em Marrocos, o projeto de lei visa harmonizar as designações (ou notas) e as definições de azeite com as do Conselho Azeitona Internacional.

Propõe determinar os critérios físico-químicos a serem utilizados, as características organolépticas que devem ser levadas em consideração e os níveis máximos permitidos de contaminantes, a fim de avaliar melhor a qualidade e permitir uma classificação objetiva dos azeites. Também devem ser delineadas as condições a serem respeitadas pelos inspetores ao coletar amostras para preservar sua qualidade.

O projeto de lei agora passará pelo processo legislativo antes de ser adotado como lei.


Notícias relacionadas

Feedback / sugestões